Morreu em São Paulo, na noite deste domingo (12), aos 72 anos, Claudio Weber Abramo, um dos criadores da ONG Transparência Brasil. Ele lutava contra um câncer e estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo.

Abramo era vice-presidente do Conselho Deliberativo da Transparência Brasil, que combate a corrupção. Ele também foi diretor-executivo da entidade por quase 15 anos (2001-2015).

Além de jornalista, ele era bacharel em matemática pela USP e mestre em filosofia da ciência pela Unicamp. Foi editor de economia do jornal “Folha de S.Paulo” e editor-executivo da “Gazeta Mercantil”.

Abramo era uma das principais referências no combate à corrupção e integridade das instituições públicas do país, tendo colaborado frequentemente como autor de artigos em publicações especializadas sobre corrupção e seu enfrentamento.

O jornalista foi um dos principais articuladores da Lei de Acesso à Informação, aprovada em 2011.

 

Leave a Reply