Musica NacionalNoticia regional

Novo Horizonte ou Velho Problema?

By 21 de Fevereiro de 2020 No Comments

Por João de Jesus

View this post on Instagram

Novo Horizonte ou Velho Problema? Por João de Jesus Não é de hoje que se fala da empresa Novo Horizonte. É quantas vezes se ouviu falar bem? O monopólio empregado pela Viação Novo Horizonte nas regiões Oeste, Sudoeste, Chapada Diamantina (BA) e parte de Minas Gerais gera um desconforto total em mais de 100 cidades, pois é a única opção de locomoção. Mas se algo é único vem a questão: o serviço tem que ser bom por ser apenas ele ou se faz de qualquer jeito, pois não tem outra opção para atrapalhar? A resposta em se tratando da NH é fazer de qualquer jeito, sem ao menos se preocupar com a população. Exemplos de ônibus pegar fogo, estourar pneus, soltar rodas, se atrasar para chegar na agência, cintos de segurança quebrados, superlotação, mal cheiro, há momentos em que o ônibus não tem cobrador e tantos outros, são recorrentes, tanto que os próprios empregados da empresa falam: "isso acontece todos dias." Qual a explicação? Onde esta a AGERBA (Agência Reguladora da Bahia)? Inclusive ela já recebeu diversas reclamações sobre os serviços precários, tanto que em 2018 a Novo Horizonte foi apontada pelo Ministério Público (MP-BA) como uma empresa que segue padrões inadequados e sem segurança, infringindo o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Por que a Falcão Real e a São Luiz perderam as suas concessões de linhas de ônibus na Bahia e a Novo Horizonte não? Quantas vezes pessoas vão ter que ir para a agência (exemplo): 2 horas e só poder entrar dentro do seu ônibus às 6 horas? Quantas vezes vão está dentro de um ônibus, este quebrar, a pessoa ter que se deslocar para outro até chegar na rodoviária e ficar esperando horas e horas para aparecer um novo veículo que o leve ate seu destino? Então a população é obrigada a pagar caro para se irritar e perder toda paciência? O cidadão precisa gastar para não ser atendido da forma como deveria? E o risco de vida que todos estão sendo sujeitos? A única explicação para tudo isso é que a Autarquia Novo Horizonte se apossou do poder que recebeu, seja histórico ou por falta de concorrência, e se acha no direito de prestar o serviço da forma mais atrasada possível, pois ninguém tem a coragem e a capacidade de tirar ela de lá.

A post shared by Portal Acarajé Com Pimenta (@pimentada_ac3) on

Não é de hoje que se fala da empresa Novo Horizonte. É quantas vezes se ouviu falar bem?

O monopólio empregado pela Viação Novo Horizonte nas regiões Oeste, Sudoeste, Chapada Diamantina (BA) e parte de Minas Gerais gera um desconforto total em mais de 100 cidades, pois é a única opção de locomoção.


Mas se algo é único vem a questão: o serviço tem que ser bom por ser apenas ele ou se faz de qualquer jeito, pois não tem outra opção para atrapalhar?


A resposta em se tratando da NH é fazer de qualquer jeito, sem ao menos se preocupar com a população.


Exemplos de ônibus pegar fogo, estourar pneus, soltar rodas, se atrasar para chegar na agência, cintos de segurança quebrados, superlotação, mal cheiro, há momentos em que o ônibus não tem cobrador e tantos outros, são recorrentes, tanto que os próprios empregados da empresa falam: “isso acontece todos dias.”


Qual a explicação? Onde esta a AGERBA (Agência Reguladora da Bahia)? Inclusive ela já recebeu diversas reclamações sobre os serviços precários, tanto que em 2018 a Novo Horizonte foi apontada pelo Ministério Público (MP-BA) como uma empresa que segue padrões inadequados e sem segurança, infringindo o Código de Defesa do Consumidor (CDC).


Por que a Falcão Real e a São Luiz perderam as suas concessões de linhas de ônibus na Bahia e a Novo Horizonte não?


Quantas vezes pessoas vão ter que ir para a agência (exemplo): 2 horas e só poder entrar dentro do seu ônibus às 6 horas? Quantas vezes vão está dentro de um ônibus, este quebrar, a pessoa ter que se deslocar para outro até chegar na rodoviária e ficar esperando horas e horas para aparecer um novo veículo que o leve ate seu destino?


Então a população é obrigada a pagar caro para se irritar e perder toda paciência? O cidadão precisa gastar para não ser atendido da forma como deveria? E o risco de vida que todos estão sendo sujeitos?


A única explicação para tudo isso é que a Autarquia Novo Horizonte se apossou do poder que recebeu, seja histórico ou por falta de concorrência, e se acha no direito de prestar o serviço da forma mais atrasada possível, pois ninguém tem a coragem e a capacidade de tirar ela de lá.

Leave a Reply