secom bahia

embasa embasa rancho tres lagoas secom governo da bahia
divisor
chacaras porto fino only

rancho tres lagoas

studio nunes

placom

sinserv
maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  











Curso para carroceiros segue até esta quarta-feira (24/05)

  

 

 

 

 

Iniciativa faz parte do processo de regulamentação do tráfego de veículos de tração animal na cidade

Mesmo já aposentado como trabalhador rural, Augusto Leite, 75 anos, continua a trabalhar como carroceiro. Ele se dedica a essa atividade há cerca de cinco décadas, desde que deixou a região de Inhobim, onde nasceu, para ir em busca de trabalho na área urbana de Vitória da Conquista. “O trabalho que eu achei aqui foi de carroça. E fui fazer isso para sustentar a família”, contou ele.

Na tarde desta segunda-feira, 22, no auditório do Centro Municipal de Atendimento Especializado (Cemae), Augusto participou do primeiro dia do curso oferecido pela Prefeitura a carroceiros, a fim de regulamentar o tráfego dos veículos de tração animal nas ruas da cidade.

As aulas continuam até a próxima quarta, 24, totalizando uma carga total de 25 horas. Entre os ministrantes, há instrutores e agentes de trânsito, além de médico veterinário e assistente social. O curso inclui aulas sobre regras de circulação no trânsito, seguridade social, proteção aos animais, despejo e reciclagem do material transportado pelas carroças.

Augusto considerou “ótima” a iniciativa da Prefeitura. “Nós queremos trabalhar, não queremos fazer polêmica. Com polêmica, a gente não resolve nada. A gente resolve as coisas é com sinceridade, compreensão, ordem. Porque, se eu sei que nessa rua eu não posso passar, eu não vou passar”, disse.

O sobrinho de Augusto, Anderson Ferraz, pertence à geração mais recente dos carroceiros da família. Embora tenha 25 anos, ele trabalha no transporte de fretes desde os 11 anos de idade. Costuma alternar o ofício de carroceiro com os empregos fixos que arruma: quando consegue alguma ocupação com carteira assinada, solta o cavalo e guarda a carroça; se se vê desempregado, retoma a antiga atividade.

Ele está há três anos, ininterruptamente, trabalhando como carroceiro, e também se mostrou favorável à regulamentação. “Tem vários aspectos a serem resolvidos”, observou Anderson, durante o curso no Cemae. “Acho que se for um caso de melhora mesmo, a gente tem que aceitar. A gente tem que andar conforme a lei, mesmo”.

Cadastramento – Aproximadamente 300 carroceiros se cadastraram para participar do curso, que é apenas o primeiro momento do processo de regulamentação. Após os três dias de aulas, eles receberão certificados.

“Logo depois, a gente vai marcar o cadastramento, onde a gente vai entregar o documento de licenciamento deles, para eles terem autorização para conduzir o veículo de tração animal e tendo todos os cuidados necessários para que eles possam contribuir com o coletivo”, informou Rayner Mendes, assessora da Coordenação Municipal de Trânsito.

Tais medidas pretendem pôr em prática a Lei Municipal nº 1.485/2008, que estabelece regras para a regulamentação do tráfego de veículos de tração animal nas ruas da cidade. Entre outras coisas, a lei proíbe o trânsito desses veículos na avenida Lauro de Freitas, na rua Francisco Santos e na praça Barão do Rio Branco.

Estabelece ainda que os condutores devam ter mais de 18 anos e que não excedam o limite de peso nem a carga máxima de trabalho que os animais podem suportar. Outra exigência é que os condutores coloquem bolsões coletores nos animais, a fim de evitar que as ruas fiquem sujas e malcheirosas, oferencendo riscos à saúde pública.

Prefeitura informa alterações no trânsito para show de Roberto Carlos

 

O trânsito em algumas vias localizadas nas imediações do Estádio Lomanto Júnior, local onde será realizado o show de Roberto Carlos, no próximo dia 27 de maio, passará por algumas alterações. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, por meio da Coordenação de Trânsito, informa que algumas ruas estarão interditadas.

O acesso dos moradores das intermediações, com veículos, estará garantido. Para isso, a Secretaria solicita que os mesmos mantenham consigo algum comprovante de residência atualizado (água, luz, telefone, etc), para que, dessa forma, sejam facilitados a identificação e o acesso.

Os trechos interditados serão:

  • Avenida Luís Eduardo Magalhães (sentindo Lomantão): trecho do retorno antes da ponte até a Avenida Olívia Flores;
  • Avenida Luís Eduardo Magalhães (sentindo Juracy Magalhães): trecho da Avenida Olívia Flores até a Rua Leôncio Santos;
  • Avenida Jorge Teixeira: toda extensão entre Avenida Brasil e Avenida Luís Eduardo Magalhães;
  • Inocoop I: Rua lateral do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães / Rua lateral do Estádio.

Salvador: Novas estações do metrô: Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu já estão funcionando

Projeto: novas estações na Avenida Paralela levarão até o aeroporto

 

RTEmagicC_estacao01.jpg

Quatro novas estações da Linha 2 do metrô de Salvador entraram em operação comercial nesta terça-feira (23), em salvador.  Às 5h foram abertas e inauguradas para o uso da população, as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu. “Estamos colocando em funcionamento mais um trecho do terceiro maior metrô do Brasil, que chegará a 42 quilômetros. Muito em breve, chegaremos até o Aeroporto”, afirmou o governador Rui Costa, em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação (Secom).

A Linha 2 está em operação desde dezembro de 2016 entre Acesso Norte 2 e Rodoviária. Com as quatro novas estações, o trajeto entre Acesso Norte 2 e Pituaçu, com 8,3 km, pode ser percorrido em 12 minutos, em um equipamento que oferece mais conforto e segurança ao usuário.

De acordo com a CCR Metrô Bahia, a expectativa é que até outubro sejam concluídas mais quatro estações: Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz e Mussurunga. A previsão de entrega da estação Aeroporto é até o final do ano.

Bahia coloca mais 3,1 mil ingressos à venda para final da Copa do Nordeste

Venda começa nesta quarta-feira (24), a partir das 10h, nas bilheterias EDG da Fonte Nova

 

Após negociação com a Polícia Militar, o Bahia conseguiu liberar uma nova cota de ingressos para a final da Copa do Nordeste, contra o Sport, nesta quarta-feira (24), na Fonte Nova. O duelo começa às 21h45.

Segundo o clube, 3.100 novos ingressos serão colocados à venda para a sua torcida a partir das 10h desta quarta-feira, nas bilheterias do estacionamento EDG da arena – na Ladeira da Fonte das Pedras.

Segundo a Fonte Nova, as entradas são para os setores Oeste Intermediário e Superior (R$ 30 a meia-entrada), Leste Intermediário e Superior (R$ 20) e Super Norte (R$ 15).

No mesmo horário, às 9h, mas nas bilheterias do Dique do Tororó, serão vendidos mais 2 mil ingressos para a torcida do Sport. O preço mínimo é de R$ 60.

Prefeitura de Conquista publica Nota de esclarecimento sobre negociações sindicais

Nota de esclarecimento sobre as negociações com os sindicatos

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista tem conduzido a relação com os sindicatos com seriedade, respeito e democracia e esclarece que continua aberta ao entendimento na negociação salarial, dentro dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Já indicamos caminhos para um acordo rápido, com aumento de 25 % no vale-alimentação e início de estudos para implantação do plano de saúde, com mesa permanente para acompanhamento de resultados e concessão de reajustes futuros.

Esclarecemos que os interlocutores da Prefeitura são, oficialmente, os membros da comissão de campanha salarial, composta pelos secretários de Administração, Gabinete Civil, Transparência, Finanças e Assessoria Especial.

Neste momento, apenas os secretários de Comunicação e Transparência e Controle estão oficialmente designados para falar em nome do Governo Municipal.

Não vamos admitir que, diante de uma discussão que exige controle e seriedade, factóides e discussões informais em redes sociais sejam geradoras de problemas para a Administração, como uma cortina de fumaça feita para confundir a opinião pública e os milhares de servidores que não aderiram à greve.

Contamos e agradecemos o apoio da maioria do funcionalismo, que sensível à realidade e comprometida com o cidadão, permanece em suas atividades normais, sem prejuízos maiores.

Continuamos dialogando e fazemos um apelo aos sindicatos para que evitem cair em tais manobras escusas, trabalhando com positividade, pois vamos encontrar caminhos conjuntos de valorização do servidor, com foco na melhoria dos serviços prestados à população.

Usuários relatam insegurança nas passarelas que dão acesso ao metrô

Passageiros se queixam de distância entre passarelas e estações e temem assaltos; CCR mantém cerca de 400 seguranças

 

Com a inauguração das quatro novas linhas do metrô de Salvador, o número de usuários do sistema deve duplicar, segundo a CCR Metrô Bahia, empresa que administra o sistema. Se antes o número de visitantes era 90 mil pessoas por dia, agora, a expectativa é que 180 mil circulem pelas estações.

Com o aumento do número de usuários, cresce também a insegurança principalmente nas passarelas que dão acesso ao sistema de transporte. No mês passado, por exemplo, foram registrados dois assassinatos na passarela do Iguatemi, principal acesso à estação Rodoviária.

Na época dos crimes, a CCR Metrô se manifestou por meio de nota afirmando que a empresa mantém dez vigilantes terceirizados atuando na passarela. Os agentes, de acordo com o texto, são responsáveis por garantir a livre circulação dos passageiros. A nota dizia ainda que os profissionais são orientados a fazer rondas contínuas nos pontos de ligação com o sistema metroviário.

Com a inauguração das novas estações, foram construídas passarelas que dão acesso às estações Pernambués e Pituaçu, além da requalificação das passarelas do CAB e Imbuí. Todos os equipamentos, segundo a empresa, possuem câmeras de monitoramento, além de agentes que circulam pelas imediações.

(Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

No primeiro dia em que os novos trens passaram a circular nas recém-inauguradas estações de Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, o CORREIO ouviu relatos de pessoas que estão temerosas em utilizar essas vias de acesso. A reclamação entre os usuários é maior na passarela do Imbuí, nas imediações do Fórum Regional, sentido Aeroporto.

Insegurança
Os estudantes do curso de Enfermagem da Unifacs, que fica na Avenida Paralela, se dizem assustados com os assaltos que costumam acontecer na região. Apesar dos aparatos de segurança dos acessos ao metrô, a preocupação se torna maior, segundo eles, já que a distância entre os pontos de ônibus e o acesso à passarela é grande “Conheço muitos amigos que foram assaltados. A minha preocupação é que tenho que andar uma distância considerável até chegar aqui”, disse Rafael da Hora, 22 anos.

A cabeleireira Elisângela Villas Boas, 47, atravessa a passarela aflita. Depois de sofrer um assalto em janeiro e ter seu carro roubado, ela passou a adiantar o passo. “Todas as passarelas costumam ser perigosas, mas essa aqui (Imbuí) é muito mais. Além da pouca movimentação, você não encontra ninguém que dê segurança até chegar ao metrô”, afirma.

O CORREIO esteve no local e verificou que a distância entre os pontos de ônibus e a passarela é de aproximadamente 500 metros sentido Aeroporto, nas proximidades da Unifacs, e aproximadamente 500 metros, na altura da Fundação Bahiana de Engenharia (FBE).

Projeto
De acordo com a CCR Metrô, a localização das estações e passarelas faz parte do projeto do Sistema Metroviário da capital e Lauro de Freitas, definido pelo Governo do Estado, com base em estudos de fluxo de demanda da Região Metropolitana.

Segundo a empresa, a Estação Imbuí é bem localizada, próxima a centros comerciais, acadêmicos, órgãos públicos  e de fácil acesso ao bairro de Narandiba. Ainda segundo a empresa, para chegar à estação, os usuários terão uma nova passarela de acesso que atenderá às normas brasileiras de acessibilidade. A previsão é que a obra seja concluída em agosto deste ano.

“Não presenciei nenhum assalto, mas tenho medo. Costumo ver guardas circulando no interior das estações. A partir do momento que eu desço do ônibus, eu tenho que me sentir segura pra poder chegar até a estação”, reclama a estudante de Enfermagem Ellen Karine Reis, 23.

A insegurança também está presente nos usuários da estação CAB. “Dentro do metrô, podemos nos sentir seguros, mas fora não. No CAB, por exemplo, quem precisa pegar ônibus sofre com os assaltos. Antes do metrô, já existia um número grande de roubos e com a demanda maior de usuários é possível que o número de casos aumentem”, avalia o servidor público José Valter Costa, 65.

Posicionamento
A CCR Metrô Bahia afirmou, por meio de nota, que cerca de 400 agentes de seguranças atuam no interior e nas imediações das estações. No entanto, a empresa não informou o número exato de profissionais que trabalham nas passarelas que dão acesso ao metrô.

De acordo com a concessionária, são mantidos vigilantes contratados nas passarelas da Linha 2, com número variável de acordo com o fluxo de cada estação.

“Todas as passarelas da Linha 2 contam com monitoramento por câmeras interligadas ao Centro de Controle Operacional da CCR Metrô Bahia e ao Centro Integrado de Controle e Comando Regional (CICCR), unidade que centraliza as forças públicas de segurança em grandes eventos. Atualmente, o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas conta com mais de 1.200 câmeras monitoradas em tempo real, nas estações, passarelas e áreas de acesso”, destaca o texto.

Governo Municipal participa do lançamento do projeto “Revelando Talentos”

O projeto foi desenvolvido e idealizado pela artista plástica Edméa de Oliveira em parceria com a Secretaria de Educação do município

Na tarde dessa sexta-feira,19, o prefeito Herzem Gusmão e o secretário de Educação Marcelo Melo participaram do lançamento do projeto “Revelando Talentos”. O projeto foi desenvolvido e idealizado pela artista plástica Edméa de Oliveira em parceria com a Secretaria de Educação do município.

O  projeto consiste em promover oficina de artes plásticas a jovens da Rede Municipal de Ensino. “A arte abre portas, amplia a percepção e o conhecimento na vida dos artistas. Não é todo dia que encontramos o tesouro que são esses futuros artistas. Estamos começando um trabalho hoje que dará frutos e abrirá portas na vida desses alunos. Esse projeto é feito de coração, uma forma de dar a minha contribuição enquanto cidadã para a nossa sociedade”, destacou a artista plástica idealizadora do projeto, Edméa de Oliveira.

Na oportunidade, o prefeito Herzem Gusmão falou sobre a importância da iniciativa. “É mais um divisor de águas, esses jovens iniciarão um trabalho belíssimo, que vai lapidar os talentos e promover uma verdadeira transformação na vida deles. Um belíssimo presente para a nossa cidade! A professora Edméa está de parabéns por essa brilhante iniciativa, que foi imediatamente abraçada pelo Governo Mais Perto de Você”.

O secretário de Educação, Marcelo Melo, falou sobre a satisfação de poder participar e contribuir em projetos como esse. “Para nós é uma imensa satisfação poder contribuir com esse projeto maravilhoso. A Rede Municipal de Ensino possui alunos com diversos dons artísticos e queremos ajudá-los a aprimorar”, afirmou.

Divulgada lista com nome de sepultados no Kadija que serão exumados

Em respeito às famílias que possuem parentes sepultados no Cemitério do Kadija, a Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista dá ampla publicidade à lista dos primeiros 400 restos mortais a serem exumados e trasladados para o ossário do cemitério público. A portaria 004/2017, que autoriza o início do processo, marcado para o dia 19 de junho, será publicada no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira, 19.

Na portaria, a Secretaria de Serviços Públicos esclarece que o Cemitério do Kadija enfrenta um grave problema de superlotação, com apenas 91 covas adultas disponíveis, sendo 54 covas para o sexo masculino e 37 para o sexo feminino. Essas vagas só atendem a necessidade do serviço por um período de, aproximadamente, 60 dias.

O quadro atual é resultado da falta de providências efetivas para gerenciar a ocupação e expansão do espaço do cemitério, inaugurado em 1988, com 21.122 covas distribuídas em 39 quadras. Diante da iminência da falta de vaga para novos sepultamentos, coube à atual gestão iniciar o processo de traslado dos restos mortais para o ossário já construído no Cemitério do Kadija.


Ossário do Cemitério do Kadija

Nesta primeira etapa, serão exumados e trasladados os restos mortais dos sepultados no período compreendido entre outubro de 1990 a julho de 1992. Todo o procedimento é regulamentado pelo Código de Posturas do Município.

A Prefeitura de Vitória da Conquista informa que o processo será feito com total transparência, ampla publicidade em veículos de comunicação locais e nacionais, em conformidade com a lei e, sobretudo, com respeito às famílias. O Governo Municipal pede a compreensão de todos, visto que a medida visa garantir a continuidade desse serviço público, de modo que outras famílias possam ser atendidas no difícil momento da despedida dos seus entes queridos.

 

Bolsa tem a maior queda diária em nove anos; dólar fecha com maior alta desde 99

Somente ontem, a Bovespa perdeu R$ 219 bilhões em valor de mercado

 

Os efeitos da delação do dono da JBS caíram como uma avalanche na economia brasileira ontem e, ao longo do dia, provocaram uma verdadeira bola de neve. A notícia de que o empresário Joesley Batista gravou o presidente da República, Michel Temer, dando aval para comprar silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, causou instabilidade suficiente para provocar a maior queda diária da Bovespa em quase nove anos.

Bovespa perdeu R$ 219 bilhões em valor de mercado (Foto: Nelson Almeida/AFP)

O Ibovespa, principal indicador da Bolsa, caiu 8,8%, a 61.597 pontos, após os negócios serem congelados por 30 minutos pela manhã, com o mercado reagindo à turbulência política iniciada na
véspera. A queda de ontem foi a maior desde 22 de outubro de 2008, quando a Bolsa caiu 10,18%, reagindo à tempestade financeira internacional.

Foi também o menor patamar desde janeiro deste ano, quase anulando os ganhos obtidos no acumulado do ano. Somente ontem, a Bovespa perdeu R$ 219 bilhões em valor de mercado.

CIRCUIT BREAKER
Logo no início dos negócios ontem, uma onda de operações de zeragem de posições levou o Índice Bovespa a cair até 10,70%, levando à interrupção das operações, também conhecida como circuit breaker. O site da Bovespa também saiu do ar.

O circuit breaker é um mecanismo de controle da variação dos índices para evitar movimentos muito bruscos nos mercados. No caso das negociações da Bovespa, quando as cotações caem mais do que 10% em relação ao fechamento do pregão interior, as negociações são interrompidas.

Os negócios são então paralisados por 30 minutos e retomados em seguida. Depois da retomada do pregão, se a queda persistir, os negócios são novamente interrompidos quando a baixa chega a 15%. Neste caso, a paralisação é de uma hora.

Com a parada realizada ontem, o circuit breaker foi acionado por 17 vezes na história da Bolsa de Valores brasileira, reagindo a fortes turbulências causadas pelo cenário internacional e pelas decisões políticas brasileiras.

CÂMBIO
O dólar teve ontem a maior alta em mais de 18 anos. Foi a terceira maior alta da história ante o real, perdendo apenas para os dois episódios registrados durante a maxidesvalorização vista em janeiro de 1999, quando o Brasil abandonou o regime de bandas cambiais. A moeda americana abriu com alta superior a 5%, cotada a R$ 3,315. Por volta de 11h, intensificou a valorização e passou a ser cotada a R$ 3,409. Anteontem, o dólar tinha fechado o dia cotado a R$ 3,13.

Às 14h28, o dólar comercial subia 7,08%, para R$ 3,356. O dólar à vista tinha alta de 8,68%, para R$ 3,373. A moeda americana fechou o dia cotada em R$ 3,3868.

O dólar para turismo chegou a ser vendido acima de R$ 4. Algumas casas de câmbio interromperam a venda de moedas pela manhã, enquanto outras colocaram os preços nas alturas, por causa da falta de parâmetros para as cotações em dia de turbulência do mercado.

AS MAIORES PERDAS
As ações de empresas estatais, que refletem em grande parte o risco político, se destacaram em queda. A Petrobras lidera a lista das empresas que mais perderam valor de mercado ontem, com R$ 27,4 bilhões, segundo levantamento da Economatica. Em seguida, as maiores perdas foram do Itaú Unibanco (perda de R$ 26,6 bilhões), Bradesco (R$ 24,4 bilhões) e Banco do Brasil (R$ 18,7 bilhões). A JBS aparece na 14ª posição na lista das maiores perdas, com desvalorização de R$ 2,5 bilhões.

Os papéis da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) chegaram a cair 41% na abertura da Bolsa, após a prisão do ex-diretor da empresa Frederico Pacheco de Medeiros, que teve seu nome citado como receptor de malas de dinheiro da JBS a pedido do senador Aécio Neves (PSDB). Ao final do pregão, segundo a Economatica, a empresa perdeu R$ 2,2 bilhões em valor de mercado.

Na outra ponta, as ações de empresas exportadoras tinham alta como consequência da forte alta do dólar em relação ao real. Fibria, Suzano, Embraer, Klabin e Vale foram as que tiveram maiores ganhos ontem. Fibria (+11,48%) e Suzano (+9,86%) foram as principais altas do Ibovespa. Vale ON e PNA subiram 0,07% e 0,39%, respectivamente, também refletindo a alta do dólar.

Fora do Brasil, as ações de empresas europeias com exposição ao Brasil, incluindo o grupo varejista francês Casino e as operadoras Telefónica e Telecom Italia, caíram acentuadamente ontem, reagindo às denúncias.

Dia sem imposto em Salvador terá litro da gasolina a R$ 1,57

Serão vendidos 5 mil litros de gasolina sem a carga tributária de 56,09%

 

650x375_1327917

Os brasileiros precisam trabalhar 153 dias, em média, para pagar impostos. Entre os 30 países com a maior carga tributária do mundo, o Brasil é o que possui o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Neste sábado (20), o Posto Gameleira, da Petrobahia, na Avenida Suburbana, da início ao Feirão do Imposto vendendo gasolina a R$ 1,57.

 Serão vendidos 5 mil litros de gasolina sem a carga tributária de 56,09%. Ao todo, serão oferecidas 245 fichas de R$ 30 para carros, e 60 fichas de R$ 10 para motos. O posto Gameleira começará a vender às 7h, mas a procura para aproveitar o dia sem imposto deve provocar filas desde a madrugada.

O Feirão do Imposto é uma oportunidade para que os cidadãos percebam o peso que os tributos têm nos produtos utilizados no dia a dia. Além de um stand montado no Shopping da Bahia, entre os dias 20 e 27, iniciativa vai permitir que consumidores adquiram produtos com descontos proporcionais à tributação que é aplicada sobre os produtos fornecidos por empresas participantes.

Veja a lista de produtos vendidos sem impostos
(Clique na imagem para ampliar)

SALVADOR: Sem acordo, rodoviários decidem manter greve para próxima terça

Reunião entre categoria e empresários terminou sem acordo nesta sexta-feira (19)

 

A reunião entre rodoviários e representantes das empresas de ônibus terminou sem acordo nesta sexta-feira (19). Houve avanços nas negociações, mas as partes não chegaram uma definição e, por conta disso, a greve da categoria marcada para a próxima terça-feira (23) está mantida.

Uma nova reunião está marcada para a segunda-feira (22), às 10h, para tentar um novo acordo, segundo informações da Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRTE/BA), onde aconteceu o encontro. Depois, a categoria fará uma assembleia para decidir se vão fazer a paralisação.

Na reunião desta sexta, o Setps (sindicato que representa as empresas de ônibus) fez a proposta de 3% de reajuste em novembro, mas a categoria não aceitou. Em seguida, a SRTE fez uma proposta  a proposta de 5.5% de reajuste salarial nas cláusulas trabalhistas, com ganho real de 1.51%, mas a categoria também não concordou. Essa proposta vai ser analisada pelos empresários.

“Vamos nos reunir para discutir essa proposta do Ministério do Trabalho. Vamos fazer de tudo, o possível e o impossível para resolver isso, para não ter greve”, afirma Jorge Castro, diretor de relações sindicais do Setps

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, a greve deve atingir todo o estado, incluindo ônibus urbanos e metropolitanos. A categoria, que está em campanha salarial, reivindica 5% de aumento real, tíquete refeição de R$ 20, fim da dupla função de motorista – quando ele dirige e cobra passagem -, e manutenção do cargo de cobrador em todas as linhas e horários.

Nesta quinta-feira (18), os rodoviários fizeram uma passeata depois de assembleia realizada pela categoria. Eles saíram da Ladeira dos Aflitos, por volta das 16h30, e seguiram até a Estação da Lapa, onde fizeram um ato pedindo por melhores condições de trabalho.

SALVADOR: TCA Instrumental estreia projeto ‘Segundas Concertantes’

Segundas Concertantes’

Uma série de oficinas de apreciação musical será promovida pelo grupo ‘TCA Instrumental’, com o objetivo de contribuir com a difusão, divulgação, promoção e a formação de público para a música de concerto. Trata-se do projeto ‘Segundas Concertantes’, que estreia nesta segunda-feira (22), às 13h30, no Foyer do Teatro Castro Alves (Campo Grande), em Salvador, com acesso gratuito.

A ideia do grupo é realizar as oficinas sempre em espaços alternativos às salas de teatro ou de concerto, conquistando novas plateias, proporcionando às pessoas de todas as idades o acesso ao conhecimento musical erudito que tem sido, cada vez mais, expandido no estado, por meio de instituições como a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) e o Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia).

instrumental
Foto: Adenor Gondim

‘As Segundas Concertantes’ acontecerão duas vezes ao mês, às segundas-feiras, sendo uma das edições sempre no TCA, que é a casa do grupo,, formado por 10 músicos contratados em regime especial (Reda) – Ana Zanata, Diogo Pimentel, Daniel Aly, Antônio Amorim (violinos), Fernanda Monteiro (violoncello), Rodolfo Lima (contrabaixo), Mariana Tudor (harpa), Sandra Romero (oboé), Jean Marques (fagote) e Stephan Sanches (trombone).

As demais oficinas deverão circular pela cidade, em instituições como a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e Fundação Cultural (Funceb), por exemplo. O programa abrange a descrição e a execução de peças de grandes compositores característicos dos cinco períodos históricos em que a música ocidental se desenvolveu e expandiu por todo o mundo – o Barroco, Clássico, Romântico, Moderno, Contemporâneo e ainda a Música Popular Brasileira (MPB).

Quem comparecer às oficinas terá a oportunidade de apreciar ao vivo obras de mestres como Bach, Mozart, Tchaikovsky, Beethoven, Brahms, Mozart, Stravinsky e os brasileiros Villa-Lobos e Luiz Gonzaga. Leia mais no site do TCA. O grupo promoverá também ensaios abertos. O ensaio da oficina do dia 22 deste mês aconteceu nesta sexta-feira (19), às 10h, no camarim 12 do TCA. O da oficina dia 29, será na sede da Secult, às 13h30, e a do dia 26, no camarim 12 do TCA, às 10h, do dia 26.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia